A Universidade de Vigo coordena o projeto europeu Lifetec, que propõe o uso de radares meteorológicos e sistemas de comunicação via rádio digital Tetra para combater incêndios florestais em territórios como Galiza e Portugal.

O Grupo de Sistemas de Rádio do Centro de Pesquisa AtlanTTic, informa a instituição acadêmica de Vigo, lidera esta iniciativa na qual a Agência de Modernização Tecnológica (Amtega), Meteogalicia, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (Ipma) e Retegal.

A Lifetec aborda duas linhas principais de trabalho: uma dedicada à redução do tempo de detecção de incêndio usando radares meteorológicos e a outra visando aumentar a segurança dos recursos humanos que trabalham em extinção através dos sistemas Tetra.

Possui um orçamento de 1,2 milhão de euros e uma duração de três anos, com previsões de que os primeiros resultados e implementações serão realizados em 2019.

Verónica Santalla, do Radio Systems Group, explica que a transmissão de dados “com maior frequência e o fato de não ser afetada pelas condições atmosféricas e pelas nuvens, são duas das principais vantagens do uso de radares meteorológicos” em combate a incêndio. É abundante o fato de esses radares não serem usados ​​hoje na detecção precoce de incêndios e esclarecer que “com a tecnologia atualmente usada, nuvens de fumaça podem ser localizadas, mas quando o fogo já está altamente desenvolvido”.

Com isso, ele ressalta que a proposta da Lifetec, baseada em algoritmos de detecção, é, portanto, “diferente”.

Além disso, os especialistas sugerem o uso dos sistemas Tetra, “um padrão europeu”, para promover a segurança das pessoas que trabalham em extinção em áreas onde a cobertura dos sistemas de comunicação comercial costuma ser “ruim”. .

A Tetra se tornou “um sistema usado por inúmeras forças de segurança” e oferece “cobertura melhor” do que a telefonia móvel comercial.

 

Noticia: https://www.diariodepontevedra.es/gl/articulo/vigo/universidade-vigo-coordina-proyecto-europeo-lucha-incendios/20171220224248957392.html 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *